22/08/2010

Sonhos e pesadelos


Cama, quarto, sonhos. Já é hora de dormir. Deitar e sonhar com dias calmos, com o cheiro do café, com a suavidade das ligações. Deitei. O sono não vem. Os carneirinhos insistem em não querer parar de pular.

Perdi as contas. Sigo contando do início: um, dois, três, que saco. Logo é hora de acordar e voltar para a realidade. Os sonhos passaram longe. Férias, textos pensados, boas entrevistas, ótimos títulos. Finais de semana, feriados, trabalhos em dia, derrota do Inter (não deu). Coerência. Sonho? Verdade?

Integração, motivação, mobilização. Isso é realidade. Acordei? Continuo dormindo? Sonhos ou pesadelos fazem parte da rotina de todos que dormem. Mas, alguém não dorme? Todos dormem, sendo pouco ou muito. Sempre tem quem gostaria de descansar mais e os que gostariam que essa necessidade fosse menor. O sono é reparador, isso que importa. E eu não vou mais dividir minha cama com os pesadelos diários!

PS: texto produzido durante a aula de Redação Criativa (17/08)
PS2: imagem do site http://3.bp.blogspot.com/_MiZyhAFgoDY/ShWFTDBnIlI/AAAAAAAAAHA/kxf3kG3enSw/s320/sono1-300x300.jpg

Nenhum comentário: