15/01/2010

Um amor de longa data


Nasci em Canoas e sempre morei nesta cidade, conhecida como “local dormitório”. Hoje, para minha alegria, isso vem mudando. Trabalho, atualmente, em Porto Alegre, mas sempre tenho alguma dica de serviço, loja ou local que aqui é melhor, mais barato ou com acesso facilitado. Tanto que às vezes o pessoal brinca comigo e com duas colegas: “Lá vem a gangue de Canoas com as suas invenções”.

Se eu me mudaria de Canoas? Só por motivos fortes e mesmo assim, jamais deixaria minhas raízes para trás. Pois, é nessa cidade, cortada em vários pedaços, que construí minha história, o círculo de amigos, a iniciação profissional e minha formação superior. É em Canoas que aproveito os domingos tomando chimarrão no Jardim do Lago, caminhando no Capão do Corvo e batendo papo com a “galera”.

Por esses e tantos outros motivos que carrego um enorme orgulho de fazer parte dessa cidade: o segundo município com maior arrecadação no estado e o terceiro maior colégio eleitoral. Outros motivos para sorrir ao dizer que sou canoense? É a cidade do Felipão, da Daiane dos Santos e do Diguinho (Fluminense). Canoas é o único município, além da capital, a ter três universidades. Em Canoas que se localiza a Base Área. Por Canoas podemos acessar diversas rodovias, como a BR-386, a BR-116 e a BR-290. E precisa de mais motivos? Pra mim esses bastam!

Esse amor de carrego de longa data foi alimentado durante anos e não tem explicação de como surgiu. Talvez ele tenha sido ensinado nas escolas que frequentei, em Canoas é claro, mas foi tão sutil que me contagiei e nem percebi.

Um comentário:

Vinicius disse...

É a cidade do Felipão, da Daiane dos Santos e do Diguinho (Fluminense), e do Xuxu...hahahaha!! Bjs